Voltar ao site

A cultura portuguesa

Música, artes, gastronomia e muito mais da vida lusitana

· Empreendedores,Estudantes,Aposentados,Profissionais,Familiares

Por Carlos Stumpo

Portugal, um país com mais de 1.000 anos de história

O gosto pela democracia

Portugal se auto define com um “país de brandos costumes”, o que pode ser constatado na conhecida “Revolução dos Cravos”.

Em 25 de abril de 1974 o exército português saiu às ruas para depor o então governo ditatorial existente, maioritariamente, comandado por Capitães. Segundo reza a história, Celeste Caeiro, que trabalhava num restaurante em Lisboa, iniciou a distribuição de cravos vermelhos para a população, que os ofereceram aos soldados.

Estes colocaram-nos nos canos das espingardas e o povo acompanhou todo o manifesto quando, pacificamente, instituíram um novo governo.

Música portuguesa

A música tradicional portuguesa é o fado, que foi considerado pela UNESCO como Patrimônio Imaterial da Humanidade, começou a se destacar em Portugal em meados do século XIX. Mas foi nos anos 30 que ganhou relevância e projeção. A fadista mais conhecida é, a já falecida, Amália Rodrigues; mas há também nomes importantes como o de Mariza, Carminho, Ana Moura e outras (os).

Futebol

Existem 33 times de futebol profissional em Portugal, mas os (chamados) três grandes são o Benfica, Porto e Sporting.

Gastronomia

A culinária portuguesa é deliciosa, rica em sopas e cozidos, enchidos, com uma generosa oferta em frutos do mar (peixes e marisco), sem esquecer do reconhecido bacalhau (a quem se atribui “1001 maneiras de se fazer”) bem como uma pastelaria (doceria) de dar água na boca.

Artes

O artesanato português se destaca em algumas áreas como, por exemplo, na cerâmica, onde fulgura o bastante conhecido Galo de Barcelos, sobre o qual se conta uma lenda muito conhecida no país.

A palavra azzellj quer dizer “pequena pedra polida”, e, durante o período bizantino (cerca de 330 d.C.) er utilizado para designar mosaico em si.

Desde o antigo Egito e na Mesopotâmia que o azulejo é empregue como arte e os artesãos muçulmanos que se fixaram em diversos lugares da península ibérica (Portugal e Espanha) foram os precursores desta técnica no país. Mas foi em meados de 1500 que o azulejo teve um destaque ao nível de sua produção e aplicação em Portugal (e com o reconhecimento do resto do mundo).

Há muito mais o que se ver e saber sobre Portugal. Quer sabe mais? Entre em contato conosco!

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK