Voltar ao site

Constelação Familiar

Leis que atuam nos relacionamentos!

por Gabriela Ferreira de Melo (Consteladora Familiar)

A maior riqueza do ser humano está em ser humano

Todos nós passamos por situações na vida onde parecemos bloqueados ou repetindo padrões que não nos permite avançar, sair do estado em que encontramos, muitas vezes de dor, sofrimento e angústia, seja na área profissional, relacionamentos amorosos, saúde e nas demais áreas da vida.

Muitos desses contextos, podem estar relacionados às Leis Sistêmicas que atuam nos relacionamentos humanos, desenvolvidas pelo alemão Bert Hellinger, que após anos trabalhando com pessoas, observou que haviam dinâmicas onde, determinadas ações delas resultavam em emaranhados, que foi o nome que ele deu a esses contextos de bloqueios.

Assim, desse trabalho se pode constatar que, como existe a lei da gravidade e outras leis da física, existem também leis que atuam nos relacionamentos, que tem a ver com algo comportamental e biológico dos seres humanos, sendo elas: o desejo inconsciente de respeitar o que veio antes (A Ordem), o desejo de pertencer e reconhecer o lugar de cada situação ou pessoa (O Pertencimento) e o desejo de equilibrar nossas trocas, o dar e receber (O Equilíbrio), sendo que, quando não respeitamos tais leis, seja com relação as pessoas ou contextos, geramos os emaranhados.

Então, podemos nos perguntar, qual o papel das Constelações Familiares?

É demonstrar para as pessoas como as suas ações e posturas internas estão contribuindo para gerar os emaranhados, quais leis não estão sendo respeitadas e mostrar-lhe uma nova ação, uma nova postura para seguir sem o bloqueio.

Importante destacar aqui que, Constelação Familiar não é mágica!

Muitas pessoas chegam na terapia um pouco ainda iludidos, pensando que os movimentos e as frases ditas, por si só, irão “desfazer os emaranhados” e isso não é verdade.

Pelo contrário: o principal trabalho é delas próprias.

Costumo dizer, “a mesma capacidade que teve de entrar ali, tem de sair”, por isso a terapia tem força e funciona, pois o movimento vêm da própria pessoa.

No fundo, a maior constelação que existe é estar vivo, é na vida que fazemos os movimentos e o que a terapia ajuda é mostrar para as pessoas o próximo passo.

Atendo muito imigrantes que, ao fazerem esse movimento de sair de sua "pátria mãe", tendem a perder um pouco de força, o que ocasiona tristeza, depressão e vazio.

Isso, na maioria das vezes acontece pois estas pessoas já saíram de seus países com alguma questão que não estava "resolvida", vamos assim dizer, principalmente com a família, e isso, abrange para outras áreas, como o profissional, financeiro e emocional.

O primeiro passo aqui é ir com a pessoa no seio desse possível emaranhamento, para assim, desbloquear as demais áreas.

O essencial é estar aberto para buscar, receber a solução e colocá-la em prática!

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK