Voltar ao site

Nunca tinha pensado

em Portugal

Por Carlos Stumpo

Morar em Portugal: porque?

Num mundo globalizado pela internet, viver novas experiências, conhecer outras culturas, ver outras “paragens” é o sonho de muitas pessoas.
 

A hiperconexão que nosso telefone celular oferece instiga ainda mais o “bichinho” porque hoje, muito facilmente, andamos pelas muralhas da China, observamos a paisagem do monte Everest ou subimos a torre Eiffel para admirar Paris (em 360º).
 

Isso tudo enquanto esperamos o ônibus para o trabalho.
 

A verdade é que chega um momento na vida de algumas pessoas em que este chamado fala mais alto e o sonho se transforma em ação, rumo ao projeto de voar para “além-fronteiras”.
 

E aí, cada um busca aquilo que melhor atende: quem oferece oportunidades, o lugar mais bonito, onde tem o melhor clima, onde a língua não é grande obstáculo e etc.
 

Canadá, Estados Unidos, Itália, Japão ...

Um dia eu, na minha busca, olhei para esse “país-irmão”, de língua parecida e costumes bem diferentes: Portugal.

Então, comecei a pensar: porque não?

E fiz os meus estudos tais como informações sobre o relevo de Portugal, a população e os costumes, a educação, algumas coisas mais pitorescas sobre a cultura, a culinária, alguns dados sobre a economia e por fim dar umas dicas de como é viver em Portugal.

Clica nos diversos estudos e aproveita !

A economia

A agricultura portuguesa é bastante diversificada e, apesar de na sua maioria não ser de grande escala, a cultura da “hortinha” é bem difundida, sendo muito comum se encontrar inclusive em terrenos doados pelo estado, para o efeito.
 

Há três culturas bem reconhecidas no país que com grande importância na economia: a vinha (as uvas utilizadas em larga escala para o fabrico do vinho), as oliveiras (para o cultivo da azeitona e manufatura do azeite), do sobreiro (árvore que produz a cortiça).

Ainda assim existem culturas industriais importantes como o tomate, o girassol, o tabaco e o chá.

Viver em Portugal

As cidades portuguesas geralmente possuem uma história arquitetônica.

É muito gostoso passear, a pé, e observar todos os recantos, mesmo a noite, porque o aspecto da segurança é bastante importante.


Lisboa, a capital do país, é uma cidade bastante bem policiada e tranquila para se passear.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK